Arquivo da tag: mel

Granola Caseira

granola5

 

Granola é uma das minhas comidas preferidas, mas me decepciono cada vez mais com as granolas que a gente acha prontas em supermercados e mesmo nas lojinhas naturais. Nunca achei nada muito saudável e que ao mesmo tempo fosse gostosa. Parece que uma coisa exclui a outra. Quando testei essa receita de granola do livro da Ella Woodward fiquei super emocionada porque junta uma porção de sementes e grãos maravilhosos, tem um sabor suuuuper gostosinho e fica mega crocante!

granola4

Ingredientes:

– 2 + 1/2 xic de aveia em grãos (aquele que ainda não foi processado)

– 1 xic de noz pecan

– 1/2 xic de amêndoas

– 1/2 xic de semente de linhaça

– 1 xic de semente de abóbora

– 1 xic de semente de girassol

– 1 xic de uva passa

– 3 colheres de sopa de óleo de coco

– 4 colheres de sopa de mel ou maple syrup

– 3 colheres de chá de canela em pó

granola2

Pré-aqueça o forno a 180C. Em um processador, triture a noz pecan e as amêndoas em modo pulse, só para que elas quebrem um pouco, mas fiquem ainda em pedaços e não virem pó. Se não tiver processador, pode picar as nuts com uma faca grande (eu fiz assim, pois ainda não tenho um processador aqui). Em uma tigela grande, junte a aveia, a noz pecan, as amêndoas, a linhaça, a semente de abóbora, a semente de girassol e misture. Em uma panelinha, leve ao fogo médio o óleo de coco, o mel e a canela. Deixe no fogo até que tudo derreta e fique um líquido homogêneo. Retire do fogo e acrescente na tigela com os grãos. Mexa com uma colher, até que todos os grãos e sementes estejam molhadinhos com o líquido. Despeje a mistura em uma assadeira grande e leve ao forno pré-aquecido a 180C por 40 minutos. De 10 em 10 minutos, retire a forma do forno e dê uma mexida com uma colher. Isso vai evitar que queime por cima. Quando completar os 40 minutos, retire do forno e deixe esfriar completamente. Acrescente a uva passa e misture. Armazene em vidros bem fechados, em local seco por até 3 meses.

granola3

granola6

granola7

 

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Baklava

baklava7 Sim, eu sei que é sacanagem pra uma segunda-feira, mas essa baklava ficou tão, mas tão boa que não resisti em postar hoje! A Baklava é um dos doces mais populares no mundo árabe. A origem dela é super discutida, mas diversas fontes dizem que ela foi criada no países que fizeram parte do Império Otomano e hoje é um dos pratos mais tradicionais da Turquia. baklava9 A Baklava é tipo uma tortinha de massa filo recheada com nuts trituradas e regada com uma calda de mel. Eu fiz uma mistura de 3 nuts: nozes, amêndoas e pistache e aromatizei a calda com raspas e suco de laranja. baklava1 Ingredientes para a baklava – 1/2 xic de manteiga derretida – 1 xic de amêndoas inteiras e sem sal – 1 xic de nozes inteiras – 1 xic de pistache sem casca + 3 colheres de sopa para enfeitar por cima no final (triturado no processador) – 1/4 de colher de chá de canela – 9 folhas de massa filo Em um processador, triture as nuts com a canela e reserve. Unte uma forma de 10 x 14 com com manteiga e reserve. Pré-aqueça o forno a 200C. Com isso pronto, vamos começar a fazer a baklava: Em uma base limpa e seca, pincele uma folha da massa filo com a manteiga derretida. Acomode a segunda folha em cima dessa e repita, pincelando a manteiga. Coloque a terceira folha de massa por cima da segunda. Coloque esse trio (serão 3 folhas de massa que vão ficar grudadinhas um na outra por causa da manteiga) na base da forma. Coloque metade das nuts trituradas em cima dessa massa e repita mais 3 folhas intercaladas com manteiga. Coloque essa segunda camada de massa em cima das nuts e novamente coloque o restante das nuts por cima. Finalize com mais 3 folhas de massa por cima. Corte em pedaços médios com uma faca grande e bem afiada. Leve ao forno pré-aquecido por 25-30min ou até que a massa esteja levemente dourada. baklava2 Ingredientes para a calda – 1/2 xic de açúcar – 1/2 xic de mel – Raspas e suco de uma laranja – 3/4 xic de água Junte todos os ingredientes em uma panelinha e leve ao fogo até ferver. Assim que ferver, desligue e deixe esfriar. Faça isso antes de começar a montar a massa da baklava, para que essa calda esteja bem fria quando despejarmos na massa. baklava3 baklava4 Retire a baklava do forno e imediatamente despeje a calda em cima de cada quadradinho. O calor da forma vai fazer com que a calda ferva e a massa absorva toda a umidade. Por fim, polvilhe o pistache triturado por cima. Deixe esfriando e descansando por até 2 horas antes de servir. baklava5 baklava6 baklava10

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,

Creme de abacate com banana

abacate1

Funcional, hiper nutritivo, delicioso e fácil pra dedéu! Sem desculpas, isso é quase um fast food natural.

Tu pode comer de café da manhã, de sobremesa, de lanche da tarde…ou qualquer hora que tiver vontade, porque é bom demais!

abacate2

Ingredientes

(rende 2 porções)

– 1 avocado (se for usar o abacate com a casca verde, pode ser meio)

– 1 banana caturra (ou 2 bananas menores)

– 2 colheres de sopa de mel

– 1 colher de chá de manteiga de amêndoa (também pode ser manteiga de amendoim sem açúcar, manteiga de avelã, enfim, qualquer manteiga de nuts tá valendo!)

– Frutas para picar em cima (fica ótimo com uma frutinha mais ácida e não tão doce. Morango, framboesa, romã, etc. Também fica ótimo com granola, nuts picadas e frutas secas)

abacate3

Em um processador ou liquidificador, bata todos os ingredientes até que ele vire um creme. Adicione os morangos em cima e voilá!

abacate4

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , ,

Challah, o pão judaico

challah9

As receitas de pão vem sempre acompanhadas de rituais religiosos. Sempre foi um alimento sagrado em diversas culturas e com a challah não é diferente. Super tradicional na mesa judaica, ela é tradicionalmente preparada para o shabat (sábado – dia do descanso) nas sextas-feiras à noite e em outros feriados judaicos. No rosh hashana (ano novo judaico), por exemplo, ela é trançada e redonda.

A challah normalmente é trançada com 6 pontas. Algo difícil até pra mim que já tenho uma certa intimidade com a cozinha. Vocês podem fazer uma trança normal com 3 pontas, mas vou te dar uma dica bem legal para conseguir fazer com 6. Depois de alguma prática fica fácil 🙂

challah12

A challah é sem sombra de dúvidas um pão que agrada qualquer pessoa! Crocante por fora e super úmida, macia e levemente adocicada por dentro. Vai bem com manteiga, geléia, e queijo cremoso. Mas confesso que amo challah com hummus (já aprendemos a fazer aqui!). Uma ótima ideia também é, depois de alguns dias, fatiar e preparar uma french toast (que já ensinamos aqui também). É imbatível! Melhor pão pra french toast!!

challah13

E vou dar só mais uma dica: o melhor jeito pra comer é com as mãos mesmo, sem precisar cortar com a faca, e ir puxando as bolinhas que ficam da trança.

challah1

Vamos a receita?

Ingredientes:

(rende 2 challahs médias ou 1 bem grande)

– 10g de fermente biológico para pão seco

– 1 xic de água morna

– 1/2 xic de açúcar

– 4 + 1/2 xic de farinha de trigo

– 2 ovos

– 2 colheres de sopa de óleo de canola

– 4 colheres de chá de iogurte natural

– 5 colheres de chá de manteiga sem sal

Para pincelar:

– 1 gema

– 2 colheres de chá de mel

– 1 colher de chá de azeite

– Sementes de papoula para decorar (se não encontrar papoula, pode substituir por gergelim)

challah2

1. Em um bowl misture o fermento, a água morna e o açúcar. Cubra com um pano de prato limpo e deixe descansar em local seco por mais ou menos 15 minutos ou até formar uma espuma (como a da foto).

2. Em outro bowl grande, coloque a farinha e faça um buraco no meio para colocar o fermento diluído. Em seguida acrescente os ovos, o óleo, a manteiga e o iogurte. Misture bem com as mãos até obter uma massa homogênea. Cubra com um pano de prato limpo e deixe descansar por mais ou menos 1 hora ou até dobrar de volume.

ATENÇÃO: tenho uma super batedeira com um gancho de sovar pão. Por isso, fiz todo esse processo nela. Mas quem não tiver pode fazer com a mão sem problemas. Terá o mesmo resultado.

challah3

3. Em uma superfície limpa, espalhe um pouco de farinha de trigo e divida a massa em 2 partes. Em seguida, pegue uma das metades e divida novamente ao meio. Cada metade deve ser dividida novamente em 3 partes, somando 6 bolinhas ao todo.

4. Faça rolinhos compridos com cada bolinha, totalizando 6. Em seguida, una as pontas dos 6 rolos.

challah0

challah4

5. Agora vamos começar a trançar. Muita calma nessa hora! Eu vi diversos vídeos no youtube até entender como trançar um pão com 6 pontas! E confesso que a primeira vez que eu fiz foi um desastre. Refiz diversas vezes até acertar. Esse vídeo abaixo foi o que mais explicou pausadamente e que consegui entender. Recomendo!

Depois que tu faz pela terceira ou quarta vez fica bem fácil!

challah5

6. Trance os rolos até o fim e aperte a outra extremidade. Cubra as tranças com pano de prato limpo e deixe crescer por mais 30 minutos.

7. Pré-aqueça o forno a 200ºC. Prepare duas fôrmas grandes com papel manteiga embaixo e acomode a challah.

challah6

8. Em um recipiente misture a gema, o mel e o azeite. Depois que os pães crescerem, pincele cada um com essa mistura e em seguida polvilhe com as sementes de papoula.

challah7

9. Asse por aproximadamente 35-40 minutos ou até que as bolinhas da trança estejam douradas. Retire do forno e deixe esfriar por 1 minuto. Eu sugiro comer ela morna, pois fica uma delícia!

challah8

challah10

challah11

Etiquetado , , , , , , ,

Pecan Pie

pecanpieedit

O que a gente não faz pelas amigas grávidas, hein?
A Rê, minha amigona desde os tempos do colégio, está grávida do segundo filho e tá naquela fase dos enjôos e desejos. Fazia algumas semanas que ela andava louca por pecan pie e batia ponto em uma bakery aqui de Porto Alegre só pra comer. Como boa amiga que sou, resolvi fazer a minha versão caseira da tortinha só pra matar o desejo dela.
A pecan pie foi criada pelos franceses, quando imigraram para New Orleans e lá descobriram a noz pecan. Virou um prato clássico das festas de final de ano nos Estados Unidos. Na minha versão da tortinha, usei o mel no lugar da glucose de milho e muuuuita noz pecan 😉 Não preciso nem dizer que ficou de comer de joelhos, né?
Essa receita rende 2 torrinhas. Cada forma tem 18cm de diâmetro.

pecanpie4

Ingredientes para a massa
– 1 e 1/4 xíc de farinha de trigo
– 1 colher de chá de sal
– 1 colher de chá de açúcar
– 120g de manteiga gelada cortada em cubinhos
– Mais ou menos 3 colheres de sopa de água gelada
Misture a farinha, o sal e o açúcar. Acrescente a manteiga e comece a misturar com a ponta dos dedos até formar uma farofa. Adicione as colheres de água aos poucos, amassando o suficiente para formar uma bola homogênea (as vezes eu não uso as 3 colheres. Depende da temperatura e umidade da tua cidade). Abra a massa com um rolo e transfira para as formas (a minha deu 2 formas). Aperte a borda com os dedos para dar o acabamento. Reserve na geladeira, enquanto faz o recheio.

pecanpie1

pecanpie2

Ingredientes para o recheio
– 50g de manteiga derretida
– 140g de açúcar mascavo
– 1/3 colher de sopa de farinha de trigo
– 160ml de mel
– 1/2 colher de sopa de extrato de baunilha
– 2 ovos grandes
– 160g de noz pecan inteiras
Preaqueça o forno a 200c graus.
Misture o açúcar com a farinha até ficar uniforme. Acrescente o mel e a baunilha até ficar bem misturado e cremoso.
Adicione a manteiga derretida, mexendo devagar. Quebre os ovos em outra tigela, bata com um fouet rapidamente e misture ao recheio. Adicione as pecans e incorpore.
Retire a massa da geladeira e espalhe o recheio (não encha muito, pois ele cresce um pouco e pode transbordar).  Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 40 minutos ou até o recheio dourar e crescer um pouco. Retire do forno, e deixe esfriar (o recheio vai baixar um pouco depois de frio), desenforme e sirva.

pecanpie6

pecanpie3

pecanpie5

 

 

Etiquetado , , , , , , , ,