Arquivo da tag: canela

Granola Caseira

granola5

 

Granola é uma das minhas comidas preferidas, mas me decepciono cada vez mais com as granolas que a gente acha prontas em supermercados e mesmo nas lojinhas naturais. Nunca achei nada muito saudável e que ao mesmo tempo fosse gostosa. Parece que uma coisa exclui a outra. Quando testei essa receita de granola do livro da Ella Woodward fiquei super emocionada porque junta uma porção de sementes e grãos maravilhosos, tem um sabor suuuuper gostosinho e fica mega crocante!

granola4

Ingredientes:

– 2 + 1/2 xic de aveia em grãos (aquele que ainda não foi processado)

– 1 xic de noz pecan

– 1/2 xic de amêndoas

– 1/2 xic de semente de linhaça

– 1 xic de semente de abóbora

– 1 xic de semente de girassol

– 1 xic de uva passa

– 3 colheres de sopa de óleo de coco

– 4 colheres de sopa de mel ou maple syrup

– 3 colheres de chá de canela em pó

granola2

Pré-aqueça o forno a 180C. Em um processador, triture a noz pecan e as amêndoas em modo pulse, só para que elas quebrem um pouco, mas fiquem ainda em pedaços e não virem pó. Se não tiver processador, pode picar as nuts com uma faca grande (eu fiz assim, pois ainda não tenho um processador aqui). Em uma tigela grande, junte a aveia, a noz pecan, as amêndoas, a linhaça, a semente de abóbora, a semente de girassol e misture. Em uma panelinha, leve ao fogo médio o óleo de coco, o mel e a canela. Deixe no fogo até que tudo derreta e fique um líquido homogêneo. Retire do fogo e acrescente na tigela com os grãos. Mexa com uma colher, até que todos os grãos e sementes estejam molhadinhos com o líquido. Despeje a mistura em uma assadeira grande e leve ao forno pré-aquecido a 180C por 40 minutos. De 10 em 10 minutos, retire a forma do forno e dê uma mexida com uma colher. Isso vai evitar que queime por cima. Quando completar os 40 minutos, retire do forno e deixe esfriar completamente. Acrescente a uva passa e misture. Armazene em vidros bem fechados, em local seco por até 3 meses.

granola3

granola6

granola7

 

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Trufa de chocolate vegana

trufavegan2

Eu AMO chocolate. A-M-O! Tipo vício, não tem jeito. E uma das coisas que eu mais queria era fazer um docinho que eu pudesse comer sem culpa, que fosse super rico em chocolate e ao mesmo tempo saudável e livre de açúcar branco. É possível! Essa trufa é a prova de que dá pra ser doce, sem ser trash.

trufavegan4

Ao invés do açúcar branco, eu usei um dos adoçantes naturais doces mais antigos que existe: a tâmara. As tâmaras são consideradas iguarias e um alimento super importante nas áreas desérticas do oriente médio. Isso porque elas tem alto nível nutricional e energético e por serem previamente secas, duram por longos períodos de tempo. São riquíssimas em potássio e por terem açúcares naturais e complexos são metabolizadas de forma bem lenta pelo nosso organismo, dando saciedade por mais tempo.

Essas trufas são super funcionais, por misturarem diversos ingredientes que além de terem suas funções básicas nutricionais ainda são benéficas a saúde. Não são lights, nem com baixa caloria, já que cada trufa tem em média 85 calorias (um brigadeiro ou trufa tradicional tem uma média de 100 calorias), mas são mil vezes mais nutritivas e saudáveis.

Além de tudo isso, elas levam 5 minutos pra ficarem prontas 🙂

trufavegan1

Ingredientes:

(rende 12 trufas)

– 2 xic de tâmaras medjool picadas e sem caroço

– 1/2 xic de chocolate 70% picado (usei o lindt 70% de cacau, mas podem usar chocolates de 60% também. Vale lembrar que para ela continuar sendo vegana o chocolate não pode ter leite. Se tu não dá muita bola pra ela ser vegana, pode usar chocolate meio amargo com leite sem problemas. Só não use um chocolate com muito açúcar, pois a tâmara já vai adoçar bem)

– 2 colheres de sopa de óleo de coco

– 2 colheres de sopa de cacau em pó + um pouco para cobrir as trufas (use um cacau de boa qualidade)

– 1 colher de chá de sal (para realçar o sabor)

– 1/4 colher de chá de canela

– 1/4 colher de chá de pimenta cayenne

Em um processador coloque todos os ingredientes e bata até que vire uma pasta uniforme. Unte as mãos com um pouco de óleo de coco e comece a fazer as bolinhas das trufas. Passe no cacau em pó e está pronta!

trufavegan5

 

 

Etiquetado , , , , , , , ,

Couscous Israelense

DSC_0231

Lembram da receita de preserved lemons que fizemos umas semanas atrás aqui no blog? Então, eu tinha prometido uma receita para mostrar pra vocês uma das formas legais de usar a nossa conserva de limão! E aqui está essa receita maravilhosa de couscous! Super aromática e cheia de sabor. A receita é do livro My Paris Kitchen do David Lebovitz.

O couscous que ele usa é o Israeli Couscous. Na minha viagem pra Montreal comprei uma coleção de couscous pra trazer pra casa, porque acho super prático de fazer e amo a versatilidade que ele tem! Do mais fininho ao mais gordinho, trouxe mais de 10 sacos de couscous…hehe. Esse que eu usei é o couscous jerusalém, bem parecido com o dele. Mas a receita funciona super bem com o couscous normal que encontramos no Brasil.

couscous5

Ingredientes

– 1 limão preservado (ou preserved lemon)

– 1/2 xic de salsinha picada

– 2 colheres de sopa de azeite

– 1/2 xic de frutas secas variadas (eu usei uva passa branca misturada com cranberries secas, mas podem usar tâmaras, damasco, etc)

– 1/2 xic de nuts picada (na receita ele usa pistache, mas eu tinha amêndoas em casa e funcionou super bem)

– Sal à gosto

– Pimenta à gosto

– 1 colher de sobremesa rasa de canela

– 1 e 1/4 xic de couscous jerusalem cru

couscous1

couscous2

1. Corte o limão preservado em 4 partes e retire a polpa (vamos usar só a casca). Corte a casca em tirinhas finas e pique em cubos o mais pequeno que conseguir.

2. Misture o limão preservado picado com a salsa, o azeite, as frutas secas, a amêndoa, o sal e a canela. Reserve.

couscous3

3. Em uma panelinha, coloque para ferver água com um pouco de sal. Quando ela estiver fervendo, acrescente o couscous e cozinhe até as bolinhas ficarem al dente. Escorra a água e acrescente o couscous a mistura de temperos. Adicione a pimenta a gosto e misture bem. Sirva morno ou frio

*Se for fazer com o couscous normal, acrescente 1 xic de água fervendo ao couscous cru e tampe até cozinhar (fora do fogo). Espere 10 minutos e está pronto!

couscous4

 

Etiquetado , , , , , , ,

Chai cheio de personalidade

Taí uma bebida cheia de sabor e personalidade: o chai indiano. Quentinha e ótima pro inverno, principalmente pra dar uma variada no café e no chá.

Ingredientes

– 1 xícara de água

– 1 xícara de leite

– 1 pedaço de canela em casca

– 3 cravos

– 1/2 colher de chá de gengibre em pó

– 4 bagas de cardamomo

– 3 bolinhas esmagadas de pimenta preta

– Chá preto a gosto (usei 3g – quantidade de um saquinho individual)

– Açúcar a gosto

Em fogo baixo aqueça a água com todos os ingredientes (exceto o açúcar, o leite e o chá preto). Quando começar a ferver desligue o fogo e adicione o chá preto. Deixe descansar, por 10 minutos com o recipiente fechado. Coe e devolva para o recipiente. Adicione o leite e aqueça até começar a ferver. Desligue o fogo e adoce a gosto.

Etiquetado , ,

Cinnamon Roll

Cinnamon roll significa enroladinho de canela, pela tradução literal. A origem desse pãozinho é incerta, mas muitos dizem que ele nasceu nos países nórdicos. Existe até uma festa na Suécia que se chama “Kanelbullens Dag”, dia do rolinho de canela, que acontece todo o dia 4 de outubro. Hoje o cinnamon roll é um clássico americano e pode ser encontrado em qualquer bakery nos Estados Unidos.

Essa receita é de um livro que ensina as receitas clássicas das bakerys americanas. É uma das melhores que já fiz, pois a massa fica bem fofinha.

Eu não gosto muito da cobertura de açúcar e noz pecan que faz parte da receita original, então uso mel e eu acho que fica bem mais interessante!

Ingredientes para a massa:

– 240ml (1 xícara) de leite morno

– 1 pacote de fermento para pão seco (10g)

– 3 colheres de sopa de açúcar refinado

– 2 ovos

– 4 colheres de sopa de manteiga sem sal em temperatura ambiente

– +/- 420gr (3 ½ xícaras) de farinha de trigo

– ½ colher de chá de sal

– Mel para servir

Ingredientes para o recheio:

– ¼ de xícara de manteiga sem sal derretida

– ¼ xícara de açúcar

– Canela a gosto

Dissolva o fermento com o açúcar e metade do leite morno. Adicione 2 colheres de sopa de farinha de trigo e deixe descansar por 10 minutos.

Enquanto o fermento fica descansando, em um recipiente, adicione o restante do leite, os ovos, a manteiga e o sal e depois a mistura de fermento. Misture até que fique homogêneo . Vá adicionando a farinha, sovando com as mãos, até ficar uma massinha lisa e leve. Aqui vocês podem precisar de um pouco mais de farinha, mas quanto menos farinha colocar, melhor.

Deixe a massa descansar em um recipiente enfarinhado por uns 30 minutos. Ela vai crescer quase pela metade.

Após os 30 minutos, polvilhe um pouco de farinha numa superfície limpa e seca. Abra a massa usando um rolo, até que ela fique retangular, não muito grossa (mais ou menos 0,5 cm, pois ela ainda vai crescer mais)

Recheio: pincele a manteiga derretida sobre toda a massa. Depois cubra com o açúcar e a canela.

Enrole a massa, como se fosse um rocambole. Corte o rocambole em pedaços de mais ou menos 3 cm de largura. Coloque os rolinhos cortados em uma assadeira com papel manteiga no fundo ou untada com manteiga. Mantenha um bom espaço entre os rolinhos, porque eles crescem bastante. Deixe descansando em um local morno (eu deixo em cima do forno que está pré-aquecendo) por uns 30 minutos. Leve ao forno pré-aquecido por mais ou menos 30 minutos. Retire do forno, coloque em um prato e acrescente o mel. Eu gosto de comer ainda quentinho.

Etiquetado , , ,