Arquivo mensal: março 2014

Bolo de amêndoas (com a massa do leite de amêndoas)

3

Como prometido ta aí a receita do bolo de amêndoa com o resíduo/massa que sobrou da nossa produção do leite de ontem.

Essa massa é riquíssima em nutrientes e não dá pra desperdiçar (não joguem fora). Eu uso ela como base do bolo e com isso acabo usando bem menos farinha. O resultado? Ela deixa o bolo muito mais molhadinho e fofinho.

2

Ingredientes

– 2 ovos

– 50ml de óleo de canola ou girassol

– 1/2 xic de açúcar demerara ou mascavo

– 1 banana amassada

– 1 xícara de massa de amêndoas (aquele resíduo do leite)

– 1 xícara de farinha de trigo integral (se quiser pode usar farinha branca também)

– 1 pitada de sal

– 1 colher de sobremesa de fermento em pó para bolo

Pré-aqueça o forno a 200˚C.
Unte e enfarinhe uma forma pequena (eu usei uma de silicone que não precisa untar nem enfarinhar, mas se tu usar uma forma de alumínio tem que untar).
Em um bowl médio misture a farinha de trigo integral, a massa de amêndoas, o açúcar, o sal e o fermento. Reserve.
Em um outro bowl, coloque os ovos e bata com um fouet. Junte o óleo, a banana e bata até ficar liso e bem misturado. Acrescente  o bowl das farinhas e mexa bem com uma colher de pau.
Despeje na forma e dê algumas batidinhas no fundo para assentar a massa. Leve para assar por cerca de 30 a 40 minutos.  Tire do forno e espere 5 minutos para desenformar.

1

Etiquetado , , , , , , , , ,

Leite de Amêndoas

1

Hoje iniciamos nossa aventura pela cozinha natural, preparando comida de verdade, saudável e funcional. Acredito que, assim como eu, vocês vão se surpreender com os sabores, com a cores e a diversidade de coisas MEGA saudáveis que a gente vai fazer.

Logo que eu comecei minha reeducação alimentar a primeira coisa que a minha nutri cortou do meu dia a dia foi o leite de vaca. Isso porque o leite de vaca é muito prejudicial para quem tem alergias. Eu sempre tive muita rinite e ultimamente vinha tendo muitas crises, vivia espirrando e com o nariz entupido. Eliminar o leite de vaca me ajudou muito com a rinite. Praticamente não tenho mais crises.

7

Agora pasmem: EU TOMAVA MUITO LEITE! Era tipo o meu alimento. Amava tudo que tinha leite e seus derivados. Mas eu tava tão determinada que não me abalei e segui em frente. Achei que fosse sentir muita falta, mas me surpreendi com outras opções que fui incluindo no meu cardápio que nem me faziam lembrar do leitinho de vaca de todo dia. Uma delas foram os leites vegetais.

2

Hoje vou ensinar como fazer o seu próprio leite de nuts em casa. Tem algumas opções no supermercado, mas acho tão caro que só compro quando realmente não vou ter tempo de fazer. Quase R$ 15,00 por 1 litrinho! É mole? Normalmente o que eu encontro é leite de arroz ou leite de amêndoa.

Vocês podem fazer com a nut que quiserem: amêndoas, castanha do pará, castanha de caju, macadâmia, avelã, nozes e por aí vai. Escolha a semente que tu mais gosta e manda ver!

3

Ingredientes:

– 100g de amêndoas (deixar de molho em água por no mínimo 2 horas ou da noite pro dia)

– 400ml de água de coco (também podem fazer com água normal, mas a água de coco hidrata muito mais)

– 1 pitada de sal rosa

– 1 colher de sobremesa de uvas passas (deixar de molho em água por 2 horas)

– 1 pedaço de tecido para coar (eu uso voal ou um tecido chamado “volta ao mundo”, que tem microfurinhos)

– 1 garrafa de vidro bem limpa e com tampa de rosca

4

Retire as amêndoas de molho, jogue a água fora e lave as sementes rapidamente (passe um jato de água fria nelas). Faça o mesmo com as uvas passas.

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata por pelo menos 2 minutos inteiros ou até que tudo estiver bem diluído e triturado. Coe o leite com o tecido e vá apertando com a mão e os dedos para sair todo o leite. A massa de amêndoa que vai sobrar é rica em nutrientes e pode ser usada para fazer pães, bolos e pastinhas para passar no pão (guardem essa massa que vou ensinar a fazer um bolo delicioso de amêndoa).

5

6

Transfira do leite para a garrafa de vidro. Ele pode ser armazenado na geladeira por até 4/5 dias.

Segundo a minha nutricionista (Juliana Rocha), o leite de nuts além de ter gorduras do bem, dão saciedade a um lanche da tarde ou café da manhã. E super importante: não oferece agentes contaminantes nem alergênicos como é o caso do leite de vaca pasteurizado. Um ótimo aliado pro nosso dia a dia.

Dica: bato o leite + cacau + 1 banana e fica simplesmente MARAVILHOSO! Geralmente uso para bater com frutas e fazer vitaminas.

8

 

Etiquetado , , , , , , , , , , ,

Novos hábitos!

Saudades de vocês!

Semana passada não tivemos nenhum post por aqui, mas é por um bom motivo! Estou reorganizando algumas tags do blog e hoje temos novidade!

Desde sempre priorizei uma alimentação natural. Mesmo não sendo tão light e com poucas calorias, sempre acreditei que o que vem da natureza é melhor. Um exemplo que eu sempre dou é optar por manteiga ao invés da margarina. Sempre fui super defensora da manteiga, que vem do leite, através de um processo praticamente artesanal, enquanto a margarina vem do óleo vegetal hidrogenado. Ovo de galinha feliz, frutas e verduras orgânicas e por aí vai.

Faz mais ou menos 2 meses que estou mudando um pouco a minha alimentação.  Nunca vi sentido em dietas recheadas em produtos processados e adoçantes, onde só as calorias e a preocupação com o emagrecimento importam. Então fui em busca de alguém que me ajudasse de uma forma mais natural, inteligente e sem perder o entusiasmo que eu tenho com a comida.

Uma das pessoas que me ajudou nesse processo foi a Rê, minha amiga desde os tempos do colégio, e que mudou completamente a alimentação. Inspirada por ela, comecei a pensar mais sobre isso. Foi aí que eu conheci a Juliana Rocha, nutricionista funcional que já tratava a Rê. A Ju é um amor de pessoa e me fez ter um outro olhar pra comida. Porque além dela ser gostosa e alimentar a nossa alma, ela tem que nos nutrir e fazer bem pro nosso corpo.

Eu me lembro até hoje da nossa primeira consulta. Como eu amo comer, escrevo pros destemperados e ainda tenho um blog de comida, minha vida era totalmente desregrada e eu sempre achei que podia tudo. Até ela me dizer uma coisa que fez muito sentido naquele momento: “A tua vida não pode ser uma festa gastronômica todo santo dia. Isso acaba com a tua saúde”. Aquilo caiu como uma luva e eu tive que aceitar a triste realidade…É, não dá mesmo.

A Ju trabalha na linha da nutrição funcional, comida viva e de verdade. Olha o currículo dela:

juliana rocha

 

Mas afinal, o que é comida funcional? Explico: alimentos funcionais são aqueles que além de nutrir nosso corpo, melhoram o nosso metabolismo e ajudam a prevenir doenças.

Fiquei tão impressionada com o sabor de tudo que eu comia na minha reeducação alimentar que não tinha como não trazer isso aqui pro Quintal.

Eu acredito muito no equilíbrio. Continuo gostando de comer algumas coisas gordinhas, mas o que eu mais aprendi nesse meu novo momento é que a gente tem que ser mais exigente com o que a gente come. Que ter consciência do alimento e do que a gente consome é essencial. Sim, dá pra comer coisas super gostosas e que fazem MUITO BEM PRA NOSSA SAÚDE.

Por isso, a partir da semana que vem teremos uma nova tag aqui no blog chamada “Comidinhas funcionais” onde eu vou dividir com vocês algumas receitas fantásticas da cozinha funcional. Vamos falar de sabor, de proteína, de glúten, de lactose, de gorduras boas, de comida viva e muito mais.

Pra isso, a Ju vai nos ajudar nas informações nutricionais, até porque eu não teria propriedade para falar disso e acho que o aval de um profissional é super importante.

Se preparem que VEM MUITA COISA DELICIOSA POR AQUI!

Etiquetado , , , , , , , ,

Flores da Semana

1

2

A feirinha orgânica de sábado também rendeu flores lindas!

Coloquei na minha cabeceira da cama e também na sala. É ou não é linda de morrer? Não lembro o nome dela, mas sempre tem na feira orgânica da redenção aqui em Porto Alegre 🙂

Etiquetado

Bolinho de milho e abobrinha

3

Ando numa fase bem vegetariana. Na verdade nunca fui muito de carne, costumo dizer que gosto de carne disfarçada. Em panqueca, em hambúrguer, picadinha e por aí vai. E daí começo a inventar petiscos e coisinhas bacanas com meus vegetais. Esse bolinho fica ótimo e é um excelente tira gosto para servir antes do almoço. Fiz em uma frigideira super antiaderente e quase não precisou de azeite.

4

Ingredientes

– 1 xic de milho verde já cozido (coloquei 3 espigas pequenas para ferver em água e depois retirei os grãos)

– 1 xic de abobrinha ralada

– Salsinha picada à gosto

– 3 colheres de sopa de farinha de trigo

– 1 ovo

– 30 ml de água

– 2 pitadas de sal bem generosas

– 1 colher de chá de páprica

– Pimenta do reino à gosto

– Coalhada ou queijo cottage para guarnição

1

Misture todos os ingredientes (exceto a coalhada/queijo cottage) e com uma colher de sopa, acomode a massa na frigideira já quente (eu pincelei um pouco de azeite, mas nem precisava, pois a frigideira é bem antiaderente e não gruda nada). Deixe cozinhar de um lado e vire com uma espátula para dourar do outro lado. Sirva com limão e um pouco de coalhada ou queijo cottage.

2

5

Etiquetado , , , , , , ,